Crise - Prefeitura de Guaratuba devolve frota de veículos locados

Por Redação 17/08/2017 - 09:38 hs

Uma movimentação inusitada de veículos sendo carregados em um caminhão cegonha e guinchos na área do camping municipal, chamou a atenção da população e resultou em diversas postagens em grupos de whatsapp  e no facebook.

Os veículos eram parte da frota do município, usados em diversos departamentos e secretarias e estariam sendo alvo de busca e apreensão, segundo algumas postagens. O vereador Itamar Junior do PSB, responsável pela divulgação de fotos dos mesmos sendo recolhidos, procurado pela reportagem do Mais Guaratuba, informou estar acompanhando o caso e ter conhecimento de que haveria ao menos 4 meses de locação em atraso, mas segundo o próprio vereador e também segundo a prefeitura, não se tratou de busca e apreensão e sim, de devolução.

Entramos em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura, que em nota enviada ontem por volta das 21 horas, informava tratar-se de “ ajuste nas finanças”.

Confira na na íntegra a nota da prefeitura:

“Em um momento de crise nacional, no qual o repasse federal (transferências constitucionais) aos municípios vem reduzindo a cada mês, Guaratuba está sendo obrigada a ajustar suas finanças. Uma das medidas necessárias é a redução dos contratos administrativos dentro de percentuais que adequem a necessidade pública a capacidade financeira.

A Prefeitura está estudando rescindir alguns contratos e, em outros casos, suspendendo e readequando para a nova realidade financeira. Um dos contratos que teve seu quantitativo reduzido foi o da locação de veículos dando prioridade, tão somente, aos serviços essenciais de saúde, educação e bem estar social.

Além dos ajustes contratuais, o Executivo vem realizando desde o mês de julho redução das suas despesas com pessoal, dando prioridade a exoneração de cargos comissionados. Hoje, Guaratuba está com um dos menores índices de comissionados das últimas duas décadas.

Os ajustes são necessários para que a prefeitura possa continuar honrando seus compromissos e fazendo novos investimentos.”

Corte nas gratificações de funcionários de carreira  também fazem parte da adequação financeira da administração municipal e entre os aliados políticos há um visível descontentamento com estes cortes e com a exoneração de diversos cargos comissionados. Alguns aliados políticos reclamam da contratação e manutenção de outros cargos comissionados, principalmente dos chamados “forasteiros”,  que vindo da capital e outras cidades, gradativamente vem assumindo cargos na atual administração.