Audiência Pública para obras no Litoral do Paraná é transmitida pela internet nesta quarta-feira

Por Priscila Paganotto 17/05/2017 - 16:30 hs

Pela primeira vez uma audiência pública no Paraná, que cumpre etapa para o licenciamento ambiental, é transmitida ao vivo pela internet. De responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e Logística, a audiência, que acontece nesta quarta-feira às sete horas da noite, trata sobre o licenciamento ambiental da faixa de infraestrutura de Pontal do Paraná, no Litoral. A audiência é mediada pelo IAP, Instituto Ambiental do Paraná, que é responsável pela análise do licenciamento. O evento acontece no Ginásio de Esportes da Associação Banestado, que fica na Avenida Marginal,número 1318, na Praia de Leste e vai ser transmitido pelo Youtube. A transmissão pela internet tem o objetivo de garantir maior participação social nas análises de estudos e documentos para o licenciamento ambiental. Como todas as participações em audiências públicas devem ser identificadas e documentadas para serem inseridas nos processos de licenciamento ambiental, as pessoas que assistirem ao evento ao vivo e quiserem participar,devem mandar os questionamentos por meio de um cadastro no site da Secretaria de Infraestrutura e Logística. A diretora de Licenciamentos Especiais do IAP, Edilaine Vieira, afirma que é obrigatório inserir nome, CPF, endereço, e um meio de contato para que as respostas possam ser enviadas depois do evento.

Os questionamentos podem ser feitos durante o evento, que é transmitido pelo youtube, com o título "Ao Vivo Audiência Pública". A primeira audiência pública para tratar do tema foi feita em janeiro deste ano e reuniu mais de mil moradores de Pontal do Paraná. No site da Secretaria de Infraestrutura e logística do Paraná, é possível consultar as respostas dos participantes, o Estudo de Impacto Ambiental, e o Relatório de Impacto Ambiental. Os estudos contemplam a construção de uma nova rodovia no Litoral do Estado, desafogando a PR-412, que passa por todos os balneários de Pontal do Paraná. Além disso, o projeto prevê a construção de uma nova ferrovia e melhorias nas linhas de transmissão de energia elétrica, saneamento, drenagem e gasoduto da região.