Agricultores do Renda Família Paranaense recebem a primeira parcela de recursos

Por Redação 14/12/2017 - 17:22 hs

As famílias beneficiárias do Programa Renda Família Paranaense, que atende famílias que vivem na área rural e que estão em situação de vulnerabilidade social, receberam nesta terça-feira (12), a primeira parcela de recursos do programa.

A Prefeitura de Guaratuba disponibilizou transporte para as oito famílias beneficiárias até o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Após orientações e encaminhamento para a agência do Banco do Brasil de Guaratuba, para sacarem a primeira parcela do benefício, as famílias foram recepcionadas pelo prefeito Roberto Justus, pela secretária do Bem Estar e Promoção Social, Lourdes Monteiro, pelo diretor da Agricultura, Paulo Pina e pelos técnicos da EMATER - Empresa Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural. Foi destacada pelas autoridades a importância da parceria entre os diversos órgãos e secretarias no sucesso do programa e na promoção social dessas famílias.

O programa é uma ação do Programa Família Paranaense, da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social e realizado no município pela Secretaria Municipal do Bem Estar e Promoção.  Voltado para a agricultura familiar, o Renda Família Paranaense conta também com a organização e apoio da EMATER, da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Paraná e da Secretaria Municipal da Agricultura e Pesca.

O programa transfere um valor fixo às famílias que varia entre R$ 2 a R$ 3 mil (de acordo com a renda familiar), que deve ser investido na geração de renda e na melhoria da qualidade de vida, como pequenas reformas que melhoram o saneamento básico, incentivo à produção para consumo próprio e impulso para o desempenho de atividades agrícolas, como compra de sementes, insumos e equipamentos.

O recurso é prioritariamente para geração de renda, mas poderá ser aplicado também para saneamento básico e segurança alimentar. Segundo Marizelda Roberto Olsen, extensionista municipal da EMATER, muitos que estão em situação precária podem aplicar um pouco do recurso para saneamento básico ou para fazer uma horta, por exemplo. “A ideia é melhorar a vida e gerar renda para essas famílias, dando a oportunidade delas saírem da assistência dos programas sociais”, ressalta.

 

O programa é inédito no litoral do Paraná e, para ano que vem, o intuito é ampliar para mais 40 famílias do município atingindo também os pescadores. 

 

Fonte: Prefeitura Municipal de Guaratuba